5 de abr de 2009

Mundanismo e sua influência na vida cristã

O que a Bíblia diz:
• “Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele”. 1Jo. 2.15.
• “Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça (...)”. Mt.6.33.
• “Nenhum servo pode servir a dois senhores; porque, ou há de odiar um e amar o outro, ou se há de chegar a um o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom”. Lc.16.13
A Palavra de Deus é muito clara no sentido do que agrada e não agrada a Deus. O que nós, cristãos devemos saber é que, o que há no mundo e a prática de certas condutas não condiz com a condição de servos e servas de Deus, além dessas práticas serem verdadeiras pontes que nos levam ao abismo espiritual.
Estudaremos algumas práticas e comportamentos que podem acabar com nossa vida espiritual e a sua influência negativa dentro da igreja, principalmente em Ministérios.
O que primeiramente temos que entender é que os servos de Deus são diferentes daquelas pessoas que não conhecem a palavra de Deus e seus ensinamentos, pois: “vós sois o sal da terra (...)” (Mt.5.13) e “assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está no céu”. Mt.5.16. Os servos do Senhor devem ser reconhecidos pelo caráter diferenciado, isto é, devem prevalecer as atitudes que provém dos frutos do Espírito Santo, tais quais: o amor, gozo, paz, longanimidade ( ter Ânimo, longo ânimo), benignidade ( ser bom com o próximo, pensar bem das pessoas), bondade, fé, mansidão, temperança. Além do caráter diferenciado, o cristão deve proceder, isto é, agir de maneira diferenciada, servindo de testemunho.
Muitos costumes mundanos ou seculares, que aparentemente são considerados normais, haja vista a modernidade dos meios de comunicação que cada vez mais vem influenciando crianças, jovens e adultos, a levarem uma vida totalmente fora dos padrões que Deus deixou para o homem. Podemos ver diariamente nos veículos de comunicação a divulgação de uma série de fatos que envolvem sexo, drogas e várias outras coisas que levam tanto ao declínio moral como também espiritual. Lembre-se, o erro de uma pessoa pode interferir na vida espiritual de outras pessoas, haja vista o que aconteceu na historia de Jonas. A palavra de Deus também nos exorta para que “portais-vos de modo que não deis escândalo nem aos judeus, nem aos gregos, nem à igreja de Deus”.1Co.10.32.
O que o jovem cristão deve evitar para levar uma vida saudável tanto espiritual como carnal? Quais práticas que não edificam?
• Músicas seculares: há um grande debate entre ouvir ou não música mundana. Mas essa discussão pode ser encerrada com o seguinte questionamento: se a palavra de Deus diz, “portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para a glória de Deus”.1Co.10.31. Onde estaria a glória de Deus numa música mundana feita de homens para homens? Esses tipos de músicas não edificam os servos do Senhor. Por mais que as letras falem de amor, as únicas melodias que devemos ouvir são os louvores. Não adianta muitos quererem se enganar achando que esses tipos de músicas não influem em nada. Lembrem-se: Satanás antes de ser anjo caído era ministro de louvor e o ramo dele continua sendo a música.
• Prostituição: muitos podem até pensar que prostituir-se é só o ato sexual que há troca de dinheiro. Enganam-se, pois, prostituir-se envolve qualquer ato carnal sem compromisso. Exemplos: “ficar” e sexo antes do casamento. A palavra de Deus diz: “Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?”.1Co.6.19.
• Lascívia: a lascívia deve ser um dos pecados que está mais presente nas igrejas. O que é lascívia? É a sensualidade. É a maneira como a mulher ou o homem se comporta de maneira que atraia a cobiça ou desejo de outra pessoa.
• Uso de drogas: há pessoas que mesmo estando dentro da igreja, continuam a cometer as mesmas atitudes, em relação ao uso de bebidas e tóxicos de maneira geral. Muitas vezes continuam com essas práticas por causa de amizades.
• As concupiscências da carne: uns já foram mencionados acima como a prostituição e lascívia, mas há também impureza, idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, invejas, homicídios, bebedices e glutonarias, Gl.5.19-21.
• Palavras torpes: um verdadeiro servo de Deus não fala da mesma maneira forma que as pessoas “mundanas” falam. O servo deve falar de maneira manso, buscando se parecer ao máximo com Cristo.
Nós como servos de Deus devemos nos manter puros e afastados dessas práticas se quisermos nos aproximar de Deus. Muitos podem até achar normal ouvir ou tocar ou cantar um forro, um funk, punk, rock, pop... mas a palavra de Deus nos adverte que : “o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulo, para que não resplandeça a luz do evangelho de Cristo, que é a imagem de Deus” (2 Co.4.4). Isso não passa de ilusão, uma falsa felicidade. Muitos podem achar que sair para uma festa e “tomar todas” e “ficar com várias pessoas” é a maior e melhor coisa que há no mundo e deixar-se levar por toda a concupiscência da carne, mas isso só levará a um estado de morte espiritual, material e moral.
O servo de Deus não pode servi a Deus e ao mundo ao mesmo tempo, pois seria hipocrisia. Não devemos imitar os costumes e a maneira do mundo ser, pois ou somos guiados pelo mover do Espírito Santo ou pela nossa carne, veja o que fala a palavra: “Portanto, os que estão na carne não podem agradar a Deus”.Rm.8.8. A palavra de Deus nos diz ainda, para não sermos conformados com o que acontece no mundo, isto é, devemos fazer a diferença através da palavra e vontade de Deus, veja: “E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus”. Rm.12.2. O Senhor também nos exorta a “ rejeitemos, pois, as obras das trevas, e vistamo-nos das armas da luz. Andemos honestamente, como de dia; não em glutonarias, nem em bebedeiras, nem em desonestidades, nem em dissoluções, nem em contendas e inveja”. Rm.13.12-13.
Os servos de Deus devem evitar toda e qualquer contaminação com aquilo que Deus não aprova. Muitos que se dizem cristãos continuam a cometer os mesmos pecados, não tendo abandonado o velho homem. Devemos buscar primeiramente o Reino de Deus, buscando deixar de lado tudo o que é impuro. Lembrem-se, as amizades influenciam bastante na nossa caminhada cristã. Devemos cultivar sempre boas amizades, pois a palavra de Deus nos ensina que: “bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. Antes tem o seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite”. Sl.1.1-2.

0 comentários: