28 de jun de 2008

O que importa: você diz a todos que é crente ?

O QUE REALMENTE IMPORTA? POUCO ME IMPORTA SE VOCÊ DIZ QUE É CRISTÃO

Durante séculos muito sangue foi derramado injustamente por um número incalculável daqueles que se diziam cristãos. Ao capturarem Jerusalém, em 1099, os cruzados, ou como diziam, "os defensores de Cristo", fizeram jorrar sangue de seus habitantes. Entre os anos de 1095 e 1269, judeus, muçulmanos e mesmo cristãos foram massacrados pelas turbas armadas em seu caminho a Terra Santa. Que diremos da Inquisição, que mandou para fogueira milhares de inocentes?

POUCO ME IMPORTA SE VOCÊ DIZ QUE É CRENTE

Crente significa o que crê ou aquele que tem fé. Ao pé da letra, portanto, todas as pessoas que têm fé, independentemente da razão dessa fé, podem ser chamadas de crentes, inclusive o próprio Diabo: "Tu crês que há um só Deus: fazes bem: também os demônios o crêem, e estremecem" (Tg. 2:19).

POUCO ME IMPORTA SE VOCÊ DIZ QUE É PROTESTANTE

A Reforma Protestante, que aconteceu na Alemanha, em 1529, não trouxe à tona apenas uma nova fé. Muitas injustiças foram praticadas por aqueles que seguiam esta nova fé. Mesmo Martinho Lutero, o ícone do protestantismo, manifestou, em muitas ocasiões, sua aversão contra os judeus. Foi na própria Alemanha protestante que se deu a grande carnificina praticada por Hitler. Que diremos dos protestantes da Irlanda do Norte, os quais vivem constantemente em pé de guerra contra seus conterrâneos católicos? E o que se pode dizer dos Estados Unidos, país estatisticamente protestante, que ufanado em seu poderio militar, tem aniquilado um considerável número de civis inocentes?

POUCO ME IMPORTA SE VOCÊ DIZ QUE É EVANGÉLICO

Em nossos dias, o fato de alguém ser evangélico não significa – necessariamente – que tal pessoa assumiu um compromisso com o genuíno Evangelho de Cristo. Para muitos, evangélico é uma espécie de "grife espiritual", da qual muitos fazem uso para se promover financeiramente. É bem comum, por exemplo, a artistas que fracassaram em suas carreiras profissionais, após se tornarem evangélicos, voltarem a ser estrelas, brilhando nos palcos "gospels" pelo mundo afora.

O QUE REALMENTE IMPORTA?

O que dizemos que somos, de nada valerá se não demonstramos isto na prática. Em outras palavras, de nada adianta você dizer que é cristão, crente, protestante ou evangélico, se no seu dia-a-dia, no seu viver cotidiano, você é capaz de odiar, magoar ou humilhar uma pessoa. Se você não me amar como a si mesmo, pouco me importa o que sai da sua boca.

0 comentários: