25 de mar de 2009

Aos 14 anos, mulher se torna divorciada mais jovem de Israel


Uma menina de 14 anos que acaba de se divorciar de seu marido, três anos mais velho que ela, tornou-se a divorciada mais jovem de Israel, depois que um tribunal rabínico considerou válido o casamento que realizaram entre amigos.

A Corte Rabínica de Jerusalém expediu o processo de divórcio após comprovar que a cerimônia matrimonial dos jovens foi na lei religiosa judaica, que dita a legislação marital em Israel. O marido fez os votos frente a alguns amigos, que serviram de testemunhas, e também entregou um anel à esposa.

Os jovens pertencem a famílias tradicionalistas judaicas da área de Jerusalém e, segundo o “Yedioth Ahronoth”, consumaram o casamento.

Quando os pais do menino souberam, insistiram em que obtivessem o divórcio religioso judaico, para que pudessem voltar a se casar no futuro.

A menina rejeitou inicialmente a ideia e insistiu em que queria viver com o jovem como sua esposa e que pensava em voltar a casar-se oficialmente com ele após atingida a maioridade legal. No entanto, destaca o jornal “Ha’aretz”, a menor voltou atrás após receber uma oferta dos pais do marido de 10 mil shekels (cerca de 2 mil euros).

0 comentários: